Os traumatismos dentários na primeira infância são muito comuns, principalmente bebês que estão aprendendo a andar ou mesmo os maiorzinhos, nas brincadeiras e travessuras do dia a dia.
As lesões traumáticas que afetam os elementos dentais e suas estruturas de suporte ocasionam, muitas vezes, problemas de ordem estética, funcional e emocional.
Os dentes normalmente mais afetados são os dentes da frente (incisivos centrais) por se tratarem de dentes mais anteriores, logo, os que recebem o primeiro impacto geralmente.
Os dentes traumatizados podem ficar moles, apresentar alterações de cor na hora ou mais tarde (podem escurecer), a gengiva e os lábios podem sangrar e pode haver até a perda do dente.
Além disso, dependendo do tipo e intensidade do trauma, as lesões nos dentes permanentes que já estão se formando podem acontecer devido à grande proximidade entre eles e os dentes de leite.
Sendo assim, todo traumatismo, independente da sua intensidade ou gravidade, deve ser encarado como urgência e a visita a um Odontopediatra é indispensável para a realização do diagnóstico através de avaliação clínica e radiográfica e tratamento adequado.
Muitas vezes o prognóstico vai depender do tempo decorrido entre a ocorrência do trauma e a execução do tratamento.
É importante ressaltar que é possível prevenir alguns acidentes, principalmente entre crianças que praticam esportes individuais ou coletivos como patins, skate, bicicleta, futebol, judô, vôlei, etc., usando protetores bucais que podem ser feitos pelo Odontopediatra.